MEC prevê concluir nova política de educação especial até agosto

Mudanças preocupam entidades, ainda mais com a possível redução da ênfase da inclusão de estudantes com deficiência nas escolas regulares
14/07/2018 13:30 Educação
Redução da inclusão de estudantes deficientes em escolas regulares preocupa / Foto: Economia em 5 minutos
Redução da inclusão de estudantes deficientes em escolas regulares preocupa / Foto: Economia em 5 minutos

O MEC (Ministério da Educação) está discutindo uma revisão da Política Nacional de Educação Especial e prevê concluir o novo plano até o próximo mês. Essa revisão tem mobilizado entidades, preocupadas com as mudanças que podem ser feitas, como eventual redução da ênfase da inclusão de estudantes com deficiência nas escolas regulares.

O MEC, em nota, disse que é necessário atualizar a política, alterada pela última vez em 2008, para adequá-la às "novas legislações e terminologias decorrentes dos últimos dez anos". Para a revisão, foram contratadas consultorias especializadas, que por dois anos percorreram todas as regiões do país para identificar as demandas. A pasta não informou quais são as novas diretrizes que podem vir a ser adotadas.

Projeto estimula convivência entre crianças e deficientes visuais

Entre os pontos identificados, está o baixo porcentual de crianças matriculadas no AEE (Atendimento Educacional Especializado) - só 37,6% das que têm deficiência. Para especialistas, no entanto, nem todo aluno com necessidade educativa especial precisa, necessariamente, do AEE e não deve haver um sistema paralelo ao regular.

Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Fonte: R7

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Tribuna de imprensa.