Programa automotivo Rota 2030 deve ser lançado esta semana, diz ministro

Ação prevê incentivos tributários limitados para empresas do setor automotivo que investirem em pesquisa e desenvolvimento no Brasil
05/07/2018 10:03 Economia
Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima (Leonardo Benassatto/Reuters)
Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima (Leonardo Benassatto/Reuters)

São Paulo – O lançamento do programa automotivo Rota 2030 deve acontecer ainda esta semana, disse a jornalistas nesta quarta-feira (04) o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima.

O programa que está sendo negociado há meses dentro do governo federal prevê incentivos tributários limitados para empresas do setor automotivo que investirem em pesquisa e desenvolvimento no Brasil.

Segundo o ministro, os detalhes que faltavam no texto já foram acertados entre a pasta e o Ministério da Fazenda, sendo que falta apenas “um último parecer” da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). Esse parecer deve ser encaminhado ainda nesta quarta-feira para a Casa Civil, afirmou Lima.

“Nesses próximos dois dias muito provavelmente teremos o anúncio do Rota 2030”, disse o ministro após participar de evento de apoio tecnológico a empresas em São Paulo.

A expectativa de que o anúncio aconteça ainda esta semana é reforçada pelo fim do prazo para lançamentos de programas do governo devido ao período eleitoral.

O crescimento da atividade industrial em maio foi prejudicado pela greve dos caminhoneiros no final do mês e, segundo o ministro, ainda não é possível determinar o tamanho do impacto das perdas causadas pela paralisação.

Mais cedo, o IBGE informou que a produção da indústria brasileira despencou 10,9 por cento em maio na comparação com abril, o pior resultado desde a queda de 11,2 por cento vista em dezembro de 2008.

“Em decorrência do prejuízo do mês de maio, com certeza há impacto no exercício, mas qual será o tamanho do impacto temos que observar mais adiante”, disse o ministro.

Em relação às negociações em torno da tabela de preços mínimos para o frete rodoviário, o ministro disse que trata-se de uma “discussão importante que permeia o setor produtivo nacional” e que acredita em um “desfecho positivo”.

A expectativa é que a comissão Mista do Congresso Nacional que analisa a medida vote nesta quarta-feira o relatório do deputado Osmar Terra (MDB-RS), que recomenda a aprovação da política de preços mínimos.

Fonte: Flavia Bohone, Reuters / Exame

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Tribuna de imprensa.